Virtuoso é quem tem virtude

Os Jardins Suspensos da Babilônia

Erich Cavalcanti

2006

 Onde foi construido?

  Na cidade da Babilônia, ao sul do rio Eufrades 

  Qual civilização construiu?

  A civilização neo-babilônica, sobre comando de Nabucodonosor para agradar sua esposa Amyitis que tinha saudades do seu reino natal, Média onde existiam muitas montanhas verdes. 

  Qual o período de construção?

  A construção ocorreu por volta de 600 a.C., durante o governo de Nabucodonosor (604 – 562 a.C.) 

  Qual o material usado?

  As bases dele eram de  pedras, asfalto e azulejos, o que permitia uma impermeabilização e impedia de ocorrer algum problema com a fundação, e portanto, com toda a estrutura. A estrutura foi em geral feita de tijolos cozidos e asfalto, tanto os pilares quanto os terraços. Nos pilares ocos o único material era a terra própria para a quantidade de plantas que existiria ali. 

  Ainda está suspenso?

  Não, e nem há relatos de como e quando ele foi destruído. Os únicos registros que se têm sobre ele são dos historiadores gregos: Berossus e Diodoros, pois nenhum arquivo babilônico preserva nada sobre essa obra, que pode nem ter existido. 

  No reinado de Nabucodonosor II, em 450a.C., a babilônia ultrapassava o esplendor de qualquer cidade conhecida até hoje.

  Sobre a cidade Babilônia, Heródoto afirmava que as muralhas externas tinham: 56 milhas de comprimento e 320 pés de altura (97,53m). Achados parecem mostrar muralhas externas de apenas 10 milhas.

  Relatos indicam: jardins suspensos foram feitos por Nabucodonosor (604 – 562 a.C.) por volta de 600 a.C. , que reinou por 43 anos. Foi na época de construção que a influência de Nabucodonosor era grande e ele fazia muitas obras. Jardins foram construídos para alegrar a esposa de Nabucodonosor, a rainha Amyitis (Imitis), que sentia saudades das montanhas verdes de sua terra natal. Amyitis casou-se com Nabucodonosor para promover aliança com Mendes (reino do pai dela, chamado também de média). Nabuco mandou criarem uma montanha artificial e um jardim na parte superior.

  Outros relatos afirmam que a autoria dos jardins suspensos é da lendária Semíramis (810 – 783 a.C.) , mãe de Adad-nirari III.

  O nome jardins suspensos vem de uma tradução errada do grego (kremastos) ou latim(pensilis), que significa também superpostos.

  O geógrafo grego Strabo, que descreveu os jardins no primeiro século antes da nossa era, escreveu:

  "Eles consistem de terraços superpostos, erguidos sobre pilares em forma de cubo. Estes pilares são ocos e preenchidos com terra para que ali sejam plantadas as árvores de maior porte. Os pilares e terraços são construídos de tijolos cozidos e asfalto. A subida até o andar mais elevado era feita por escadas, e na lateral, estavam os motores de água, que sem cessar levavam a água do rio Eufrates até os Jardins”.

  Para irrigar foi necessário um sistema que levasse as águas do rio até o jardim e então fosse descendo irrigando tudo. --- Para levantar água foram usadas duas roldanas, uma em cima, uma em baixo, a elas amarrada uma corda e diversos baldes que pegavam água em baixo e derramavam água em cima, quem movimentava as rodanas eram os escravos. A irrigação era feita por rios artificiais a partir da água que subia. --- As bases podiam sofrer com a água constante e se destruir, por sorte fizeram uma base de pedras, asfalto e azulejos, tudo para impedir a destruição da fundação, apenas após uma boa sustentação que era inserida a terra.

  Diodoro afirmou que eles tinham cerca de 400 pés de comprimento (121,92 m) por 400 pés de largura (121,92 m) e mais de 80 pés de altura (24,38 m). Outros relatos indicam que a altura era igual às muralhas exteriores da cidade. Segundo se sabe, as muralhas chegavam a 320 pés de altura (97,53 m)

  Quem mais relata sobre os jardins suspensos são os historiadores gregos: Berossus e Diodoros. Nada da babilônia fala sobre eles, existem relatos de outras obras, mas não dessa, que as vezes parece ter sido uma grande invenção de historiadores, juntando diversas coisas da babilônia.

  Robert Koldewey encontrou por volta de 1913 no subsolo de onde seria a babilônia uma fundação de pedra que pode ser a antiga fundação do jardim (era de 100 por 150 milhas)

  Até hoje ninguém sabe certamente se ele realmente existiu e não existem relatos de como foi destruído.

  Pelos dados os jardins suspensos eram seis montanhas artificiais, feitos de tijolos e como terraços, construídos um acima do outro. Existiam palmeiras e diversas árvores tropicais. Ficava a sul do Eufrates. Era impermeabilizado por camadas de junco, betume e chumbo.

  http://www.jardimdeflores.com.br/ESPECIAIS/A14babilonia.html

  http://www.avanielmarinho.com.br/maravilhas3.htm

 

Procurar no site

© 2008 Todos os direitos reservados.

Criar sites grátis Webnode